quinta-feira, 6 de março de 2008

Remexendo o Baú das Bolsas


Por Beta Taliberti

Como é um pouco comum em mulheres recém-casadas, algumas de minhas roupas e acessórios ainda estão na casa da minha mãe por um pouco de preguiça de arrumação e também por falta de espaço no meu novo apartamento. Mas ontem fui dormir na casa da matriarca e acabei me sentindo obrigada a resolver alguma coisa. Resolvi atacar o armário das bolsas e me desfazer das bolsas de coleções antigas que não quero mais. Para quem trabalha com moda essa parte é bem difícil, já que ficamos sempre pensando que daqui a alguns anos aquela bolsa da década de 90 pode ser o grande hit, e ter um item vintage é sempre bem melhor do que um retrô. Enfim, mas a arrumação é necessária e eu fiz a seleção das bolsas que ainda valia a pena guardar. Após olhar para o morro de bolsas antigas, decidi contá-las e aí veio a minha surpresa: foram retiradas 36 bolsas na minha arrumação. Não quis nem contar as que decidi não abandonar para não me assustar (risos).

Um comentário:

  1. Meninas,


    Poquê vocês não organizam aquele esquema de troca, como já existe nos EUA?

    Toda mulher tem roupas e acessórios legais, que não usa mais, numa quantidade que, no mínimo, enche uma mala grande de viagem!

    A coisa toda pode virar uma balada, uma festa, um evento, mesmo. Só entra quem tem peças pra trocar ou pra vender a preço de bazar-banana.

    Aposto que vira hit!

    Beijos,

    Jodie
    [Sério: Moda!]
    http://www.seriomoda.blogspot.com/

    ResponderExcluir